terça-feira, 28 de maio de 2013

Pobre Moça


Me escute, pobre moça,
Estou vendo em seu olhar
Que as feridas em sua alma
Lhe impedem de sonhar
Essa triste noite escura
Não tem brilho de luar
E o temporal de lágrimas
Que parece não cessar.

Mas eu sou verão
Pr’ o seu coração
Transformo esse pranto
Em nova canção

Tua morbidez converto em sorriso
Teu inferno etéreo será paraíso
No jardim da vida terás nova flora
Depois desta noite serei tua aurora
Sem choro, sem dor, somente com amor

Mas eu sou verão
Pr’ o seu coração
Transformo esse pranto
Em nova canção

Nenhum comentário:

Postagens relacionadas:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...