sábado, 16 de agosto de 2008

Ela

Foi-não-foi, me pego pensando nela. Na verdade, penso nela todo instante – é que só percebo que é nela que estou pensando de vez em quando… Recordo-me da primeira vez que a vi… Ela refletia um brilho especial… Pode parecer piegas, mas é verdade! A partir daquele instante, ela “seqüestrou” meus olhos de tal forma que eu não conseguia olhar mais para nada, só para ela. Mais do que isso: quando voltei para casa, não consegui dormir, pois minha mente eternizou os poucos segundos que eu havia compartilhado com ela…
Aos poucos, ela foi “seqüestrando” mais do que simplesmente os meus olhos. Minto. Não seqüestrou. Eu lhe dei. Sim! Ela não me pediu, acho que até nem queria que eu tivesse lhe dado, mas… Eu lhe entreguei meus olhos, meus pensamentos, meu coração… O meu melhor momento de cada dia é dedicado a ela. Não precisa acontecer nada, só basta vê-la…
Que há de tão interessante nela? Não sei! É um mistério… Sabe… Às vezes, eu nem sei o que gostaria de ouvir, mas gosto do que ela me diz… Às vezes, eu não consigo sorrir durante o dia – nem mesmo por um milésimo de segundo. Entretanto, basta estar ao lado dela que meus lábios se abrem – e a vida se torna linda… Quando ela parte, volto a sentir as dores do meu coração – partido por causa das não-sei-quantas pancadas que sofreu (mas, mesmo assim, sobrevive…)
Eu sei que ela não sabe o que eu sinto, mas de vez em quando eu sinto que ela sente que eu sinto; embora ela não sinta o mesmo que eu sinto… Quer dizer, às vezes eu até sinto que ela sente, mas acho que essa sensação é muito mais desejo meu do que realidade… Tenho consciência de que aquele brilho especial que emana dela, ao qual me referi no início do texto, é outorgado a outro homem, um felizardo que nem sei se consegue mensurar o tamanho da benesse que possui…
Mas, mesmo assim, estou feliz. Estou feliz por poder, ao menos de vez em quando, dividir um pouquinho da minha vida com a vida dela. Dessa forma, sou iluminado por resquícios do fulgor que ela irradia. Minha vida torna-se um pouquinho mais saborosa ao lado dela, mesmo sabendo que não terei uma vida inteira ao seu lado, sei que ela estará dentro de mim a vida inteira – pois ela é responsável por muita coisa boa em minha vida. Somente o fato de conhecê-la me impele a ser uma pessoa melhor. Busco melhorar a mim mesmo cada vez que penso nela… E penso tanto que, se fosse escrever tudo o que penso, nem todos os pensamentos poderiam ser convertidos em palavras, nem todas as palavras expressivas que eu utilizasse seriam capazes de expressar o que eu gostaria…
Ela é um anjo.

Autor: Jénerson Alves

3 comentários:

A Noivinha disse...

Poxa jê..ki lindo! Como tu consegue escrever essas coisas tão bonitas? Eu to aki xorandO saBia? de tão LindO ki Foi... Tu FalandO Dessa "ela".. eh A mesMa "ela" Ki tu falou Nakela Ota VeZ? (em Um VerSinho/cordel ki Tu me EntreGou Num Papel AmarElo, Ki tb Era Mttttt MassA!?)

*Gostei dO blog Viu? mt! entrei hj Pela Primeira vez... mas agora vou estar sempre por aki... Bjo oW!

A Noivinha disse...

Eita...EskeCi de Dizer Ki sOu Eu..MeyVinha Visse? Vou tentar TrocAR essE nome meu.. hhiihihi... bJo DnoVo

paulo junior disse...

Poxa!Puts!Caramba!Caralho...
Se um dia eu conseguir escrever assim eu vou ser "o cara" mais feliz do mundo!
Parabéns cara! ;)

Postagens relacionadas:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...