segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Cordel narra a história da Reforma Protestante

Obra escrita por poeta pernambucano alude aos 500 anos do movimento religioso

Narrar os eventos e analisar as repercussões da Reforma Protestante de forma lúdica. Este é o objetivo do livreto ‘A Reforma Protestante em Literatura de Cordel’, que também alude aos 500 anos do movimento que rompeu a unidade religiosa da Europa no século XVI. O autor do folheto é o cordelista pernambucano Jénerson Alves, que também é jornalista e presidente da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel (ACLC).

De acordo com o autor, o momento é propício para que os evangélicos reflitam acerca da história da Igreja. “Devido ao grande aumento no número de igrejas evangélicas no Brasil nas últimas décadas, nem todos conhecem bem as origens do segmento. Através do cordel, esta mensagem é narrada de maneira clara e objetiva, pois a poesia popular traz a síntese como uma de suas características mais marcantes”, observa.

Os interessados em adquirir o folheto, que tem 24 páginas, devem entrar em contato diretamente com o poeta, por intermédio do e-mail jenersonalves22@gmail.com. O valor do livreto é R$ 5,00, e pode ser enviado para todo o Brasil.

Confira trechos:

Ao entender a Mensagem,
Teve alegria tamanha
Que escreveu noventa e cinco
Teses contra a venda estranha
De indulgência papal
E expôs na Catedral
De Wittenberg, Alemanha.

Fizeram cópias das teses
Em latim e alemão.
Um tempo depois, as tais
Se espalharam na nação,
Gerando o maior abalo
E o papa quis obrigá-lo
A fazer retratação.

Mas Lutero recusou-se
Renunciar a Verdade.
Não viu o poder do papa,
Viu de Deus a majestade.
Com a fé que ninguém toma,
Foi infiel ante Roma,
Mas foi fiel à Trindade.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Benjamin, o bebê do amor - por Jénerson Alves




Quando ele nasceu, houve festa. O primeiro filho. Ela – a mãe – se lembrava de quantas vezes sonhou com aquele momento. Tocar no fruto do seu amor. Olhá-lo. Beijá-lo. Se antes de ele nascer a vida já era bela e já tinha sentido, agora passou a ter muito mais. Um pequenino ser havia saído do seu ser. Milagre da vida. Milagre da criação. Em seu coração, ela já estava disposta a amá-lo, a cuidar dele. Ele é o coração dela que bate fora do seu corpo.

Porém, quando ele estava com dois meses, teve algumas complicações de saúde. Foi conduzido ao médico. De lá, a outro. E a outro. Encaminhado ao Recife. Foi dado o diagnóstico: meningite bacteriana. Ao invés de se abater e chorar pelos cantos, ela decidiu lutar. Mas, como lutar contra isso? 

Ela sabia que há batalhas que não se vencem com armas, mas com fé. Ora, se a fé opera pelo amor, quem mais entende de amar, a não ser uma mãe?

Benjamin passou 66 dias internado no hospital. Só ela sabe a dor que sentiu vendo o pequeno na UTI. Só ela sabe, também, a importância que teve o abraço do marido, a companhia dos pais, as orações da igreja. Toda vez que a Medicina trazia um relatório negativo, ela declarava o relatório da fé: “Meu filho é curado e sarado”. O tamanho da fé impactou os médicos no hospital.

Embora os diagnósticos indicassem uma iminente morte cerebral, a força da fé ia traduzindo vida para o garoto. Mesmo na UTI, ele ia crescendo, aprendendo, se desenvolvendo. Como toda criança, até mesmo praticando das ‘suas’. Ao perceber que a enfermeira estava chegando para aplicar-lhe remédio, ele fingia que estava dormindo, como quem querendo enganá-la. Como quem mostra que a fé zomba da impossibilidade...

A doença não era maior do que o amor. Por isso, no último dia 04, Ben – como o garoto é carinhosamente chamado – voltou para casa. Em um mundo carente de esperança, nada melhor do que exemplos de que a fé e o amor ainda podem fazer milagres. E não é a fé pela fé, mas a fé em Deus, revelado em Jesus Cristo – Aquele que levou sobre Si as nossas dores e nossas enfermidades, o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele e pelas suas chagas somos curados.
Esse texto não é ficção. É o depoimento firme do poder da fé e do amor. Creio que orações mudam circunstâncias. E creio, mais ainda, que uma mãe, quando ora, é o maior ímã de milagre que pode existir na face da terra.

Seja bem-vindo, Benjamin. Agora, a festa é dupla. E não se restringe mais a você, à mamãe Renata, ao papai Caio, nem ao vovô Cid e à vovó Fabiana. Sua cura é motivo de alegria e esperança para todos nós. Vendo você, podemos lembrar que não estamos sozinhos. E que há um Amor Eterno que ainda não desistiu da humanidade.

Texto publicado na coluna 'Dois dedos de prosa', do Jornal Extra de Pernambuco


sexta-feira, 16 de setembro de 2016

O gato vaidoso - poema de Jénerson Alves



Dois felinos residiam
Em uma mesma mansão,
Mas um percorria os quartos;
Outro, somente o porão.
Eram iguaizinhos no pelo,
Contudo, na sorte, não.


Um tinha mimo e ração;
O outro, lixo e perigo.
Um vivia igual um príncipe;
O outro, feito um mendigo
(Que sem cometer delito
Sofre só o seu castigo).


No telhado do abrigo
Certa vez se encontraram.
Ante a tela do contraste,
Os dois bichanos pararam
E a Lua foi testemunha
Do diálogo que travaram.


Quando eles se olharam,
Disse o rico, em tom amargo:
“Tu és mísero vagabundo,
Eu sou do mais alto cargo!
Sou nobre, sou mais que tu!
Portanto, passa de largo!”


O pobre disse: “O teu cargo
Foi a sorte quem te deu!
Nasceste em berço de luxo,
Cresceste no apogeu!
Mias, caças, comes ratos…
Em que és mais do que eu?


Logo, este orgulho teu
Não há razão pra ser forte…
Vieste nu para a vida,
Nu voltarás para a morte!
Não chames, pois, de nobreza
O que é apenas sorte”.



Quem não se importa com o porte,
Não se julga potestade,
Prova do pão da pureza,
Sente o gosto da humildade
E, ternamente, transmite
A luz da fraternidade.

Baseado em fábula narrada por Monteiro Lobato.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

#somostodosdelminha

Foco, força e fé. Esses elementos fazem parte da campanha em prol da estudante Delma Goes, carinhosamente chamada por todos nós de “Delminha”. Com apenas 26 anos, a garota luta contra uma enfermidade rara, chamada ‘Síndrome de Mills’. A doença motora atinge várias partes do corpo, paralisando alguns órgãos. A partir da doença, também surgiram outros problemas, inclusive nas vias respiratórias e no sistema sanguíneo.

Mesmo com tantas dificuldades, Delminha mantém um sorriso no rosto, o qual é uma ‘marca registrada’ dela. Conheci-a durante as aulas de Literatura que ministro em um cursinho pré-vestibular, em Caruaru. Ela tem um grande sonho: tornar-se médica. Eu acredito, do mais profundo da minha alma, que sonhos existem para serem transformados em realidade. Por isso, já consigo vê-la atendendo inúmeros pacientes. Mais do que simplesmente clinicar ou aplicar medicamentos, ela tocará nos corações dos doentes, com a sensibilidade que lhe é peculiar. Mesmo diante de tantas dificuldades, ela sempre transmite alegria por onde passa. Nunca a vi se reclamando da vida, nem falando palavras negativas. É bem verdade que, às vezes, sua alegria pode estar menor do que o de costume – isso é marca de humanidade. Todavia, é uma verdade ainda maior que ela pauta sua vida na fé, nos princípios, na esperança, no amor, e não nos sintomas médicos.

Mesmo a doença sendo irreversível, ela procura fazer um tratamento para impedir que a paralisia – que há 15 anos está em seu braço esquerdo – avance para outros órgãos. O tratamento é caro. E ela precisa de ajuda. Pensando nisso, Delminha decidiu criar uma campanha nas redes sociais. Ela preparou camisas com a frase “Quem acredita sempre alcança”. Mais do que um conjunto de palavras, essa frase sintetiza o estilo de vida dela. A fé faz parte do seu ser. A  partir da aquisição dessas camisas, é possível ajudá-la no tratamento.

Além disso, no próximo dia 11 de setembro, os professores Menelau Júnior e Marcelo Bezerra, referências na cidade, estão promovendo um Aulão Beneficiente, cuja entrada será a aquisição da blusa da campanha em prol de Delminha Goes. A sede do curso fica na Avenida Agamenon Magalhães, 651, 3º andar.



O valor da camisa é R$ 20, podendo ser enviada para todo o Brasil. Quem se interessar em participar da campanha, pode entrar em contato com Delma pelo seu perfil no Facebook, a partir do endereço https://www.facebook.com/delminha.goes?fref=ts .


Postagens relacionadas:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...